sexta-feira, 21 de junho de 2024

A importância de combater a intolerância religiosa

Respeito às crenças diversas é fundamental para uma sociedade justa

Em um mundo cada vez mais globalizado e diversificado, a intolerância religiosa permanece um desafio significativo que precisa ser enfrentado com urgência. A convivência pacífica e o respeito às diversas crenças são fundamentais para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. Babá Thales, Babalorixá e influenciador digital, destaca a importância de abordar e combater essa intolerância de maneira efetiva e consciente.

Thales, que nasceu em São Paulo e pertence à terceira geração de iniciados no Candomblé de sua família, compartilha a profundidade de seu compromisso com a religião. "Meu amor pelos Orixás foi um ensinamento de minha avó, Ekedji Nilde de Oxóssi. Aprendi desde cedo a importância de honrar e respeitar nossa ancestralidade e nossos deuses", afirma Thales. Ele é filho do Orixá Ayrá e foi iniciado por Pai Valter de Logun Edé, continuando sua jornada espiritual com a orientação de Iyá Agba Ana de Ogum.

Como Babalorixá do Ile Oju Ayrá Ase Ogodo, localizado em Embu das Artes/SP, Thales lidera uma comunidade vibrante com mais de 300 filhos de santo. Com mais de 64.700  seguidores no Instagram, ele se tornou um dos principais nomes do Candomblé paulista em sua geração, utilizando sua plataforma para educar e inspirar outros sobre a importância da tolerância religiosa.

"Precisamos promover o diálogo inter-religioso e combater o preconceito com educação e empatia. Cada religião possui sua beleza e sabedoria, e é fundamental que aprendamos a coexistir com respeito mútuo", defende Thales. A intolerância religiosa não apenas ameaça a harmonia social, mas também priva a sociedade das riquezas culturais e espirituais que cada fé tem a oferecer.

Lidar com a intolerância religiosa requer um esforço conjunto de líderes religiosos, educadores, e membros da comunidade. Thales acredita que a educação é uma ferramenta poderosa para combater o ódio e a ignorância. "Ao ensinar nossas crianças sobre a diversidade religiosa desde cedo, estamos plantando as sementes para um futuro mais harmonioso", conclui Thales.

Promover a compreensão e o respeito entre as diferentes tradições religiosas é essencial para a construção de uma sociedade verdadeiramente inclusiva. Babá Thales continua a ser uma voz influente nesse movimento, utilizando sua posição para iluminar o caminho para a tolerância e a paz.

Sobre Thales

Thales, desde pequeno, sempre demonstrou uma fascinação pelo candomblé. Sua família, composta

majoritariamente por mulheres iniciadas por Baba Valter, fomentou essa paixão, especialmente Egbon Soraia de Yemonja, hoje Iyalase do terreiro de seu sobrinho, que sempre o levou para os candomblés quando ele era mais novo, e Ekedji Nilde de Oxóssi, sua avó materna com sua fé inabalável. 

Filho do Orixá Ayrá ele foi iniciado por Baba Valter de Logun Ede em 25 de Julho de 2007, Thales teve o privilégio de receber o melhor de seu sacerdote até o triste momento em que Pai Valter decidiu se afastar da religião por motivos de saúde. Mesmo assim, em 2014, ele encaminhou Thales para os cuidados de Iya Agba Ana de Ogun, no Ilê Ase Oju Onire, em Taboão da Serra. Junto de sua mãe de santo, em 2018, Thales viajou a Nigéria, para um intercâmbio cultural, um reconhecimento da raiz afro-religiosa. Tendo no ano seguinte, no dia 23 de Novembro de 2019, inaugurado o Ilê Oju Ayra Ase Ogodo, onde foi sentado como Babalorixá por sua Iyalorixa, e Agba Edelzuita de Oxoguiã, do Terreiro do Gantois, iniciadora de seu iniciador. Hoje, o terreiro localizado no Embu das Artes, possui mais de 300 filhos. 

Há seis anos, Baba Thales tem um incessante trabalho nas redes sociais, onde de modo leve busca difundir o candomblé e lutar contra a intolerância religiosa no país. O seu perfil no Instagram, conta com mais de 64.700 seguidores, sendo considerado, em sua geração, um dos principais nomes do Candomblé paulista. Em 28 de Março de 2022, recebeu o título de Doutor Honoris Causa, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e em 24 de Novembro de 2023 o título de Alade Oju, na Câmara Municipal de Mairiporã. Baba Thales com seu trabalho já levou o candomblé para países como Itália, Portugal, Holanda e França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário